Qual o país com o salário mínimo mais elevado na Europa em 2016?

O salário mínimo nacional é um dos principais indicadores do nível de vida de um país, e no ano de 2016 estão definidos pelos respetivos governos os valores de salário mínimo de 22 dos 28 estados membros da União Europeia.

O país que regista o salário mínimo mais elevado é o Luxemburgo  (1932.00 EUR), enquanto que o que regista os valores mais baixos é a Bulgária com 215 EUR, sendo que a média do salário mínimo nestes 22 países ronda os 810.82 EUR. No entanto, apesar de na maioria destes países se ter verificado um aumento do salário mínimo em 2016, existe um país que registou um decréscimo acentuado. Ora veja:

rank

Olhando para a tabela, uma das primeiras conclusões que podemos tirar é que a média do salário mínimo na União Europeia subiu perto de 70 EUR durante os últimos dois anos, passando dos 746 EUR em 2014 para os 810.92 EUR em 2016.

No presente ano, 7 dos 22  países da UE, a saber o Luxemburgo, Irlanda, Bélgica, Holanda, Alemanha, França e Reino Unido, registaram um salário mínimo superior aos 1,000 EUR, valores que os colocam na condição dos países mais ricos da União Europeia, países esses onde normalmente não se verifica uma subida acentuada dos salários mínimos. Contudo, em 2016 a Irlanda e o Reino Unido assumiram um papel de destaque ao registarem, nos últimos dois anos, um aumento salarial de 82.00 EUR e 172.00 respetivamente.

Em 5 países incluindo Portugal,  Eslovénia, Espanha, Malta e Grécia verificaram-se valores entre os 791 EUR e os 530 EUR, sendo que Portugal ocupa a 12ª posição da tabela.

Quanto aos restantes países, todos países de Leste,  registam um salário mínimo inferior a 500 euros, e serão necessários anos, se não décadas, para que estes países consigam acompanhar o passo dos países mais desenvolvidos do Oeste da Europa e melhorar as suas condições de vida.

Advertisements